Black Sabbath

Em 1980, o heavy metal estava começando seus anos de ouro, o Black Sabbath tinha perdido Ozzy e ganho Dio, lançando o que pra mim é o melhor disco de toda a história do heavy metal, o Heaven and Hell. Eu tinha 12 anos e ouvi, primeiramente, o Technical Ecstasy que foi o disco que me apresentou o Black Sabbath, depois ouvi Sabotage e Sabbath Bloody Sabbath, a semente do heavy metal estava profundamente enraizada em mim desde então.

O Black Sabbath foi a banda mais contundente de toda uma geração. Acredito que depois dos Beatles, o Sabbath foi a mais significativa banda até hoje no rock and roll. Os riffs e tons densos, com um acento blues pesado e distorcido, ditaram toda uma fórmula a se seguir e de como se compor rock a partir de 1970, ano de lançamento do disco Black Sabbath. Quando o Master of Reality, terceiro álbum da banda, saiu em 1971, houve uma inovação, as guitarras e baixos foram afinados em dó sustenido, um tom e meio abaixo do usual, para melhor se adaptarem a voz de Ozzy e também para acentuar explicitamente os riffs pesados. Tudo isso aliados a bateria de tons mais graves de Bill Ward abriu um leque de possibilidades para as bandas até hoje e também para muitas bandas daquela época.

Eu ouvi esse tipo de música durante toda a minha adolescência e foi natural quando comecei a cantar e tocar baixo que fosse heavy metal o estilo escolhido. Baixistas com Geezer Butler, Geddy Lee, Lemmy Kilminster e Chris Squire estavam entre os que eu mais admirava e admiro até hoje. Eu, particularmente, tive o grande prazer de assistir o Black Sabbath com Dio ao vivo, em São Paulo, na tour do disco Dehumanizer, em 1992. Ainda considero o melhor show que eu vi até hoje.

Se ano passado tivemos a morte de Dio, esse ano veremos uma das mais importantes reuniões de formações originais ainda possíveis, em bandas do chamado primeiro escalão do rock. No dia 11 de novembro de 2011, às 11:11 da manhã, em Los Angeles. Eles anunciaram a sua volta numa entrevista coletiva. Um disco de músicas inéditas produzido por Rick Rubin (produtor, entre tantos, de gente como Beastie Boys, Slayer, Red Hot, AC/DC, Johnny Cash, The Cult, System of a Down, The Mars Volta, U2, Shakira, Metallica) estava a caminho. Com certeza será um marco na história do Black Sabbath e do Rock. Esse disco deverá sair ainda esse semestre. Eles iniciarão uma tour na Europa, começando em Moscou dia 18 de maio, passando por Finlândia, Dinamarca, Noruega, Suécia, Alemanha, República Checa, Inglaterra, Holanda, Espanha, França, Bélgica, Itália, Grécia e mais, incluindo o Download Festival na Inglaterra dia 10 de junho de 2012. E prometendo uma tour mundial.

Dia 19 de janeiro de 2012, Geezer Butler postou uma mensagem no site http://www.blacksabbath.com que eles estavam compondo mais duas músicas novas no estúdio de Tony Iommi, apesar do seu recentemente diagnosticado linfoma. Butler disse que era muito bom vê-lo soltando todos aqueles riffs novamente. Como grande lutador que Tony Iommi sempre foi, vai se recuperar desse problema e continuar fazendo o que sempre soube fazer melhor.

Uma música com o título de Scary Dreams já andou vazando na internet e parece que deixou quem ouviu extasiado. Eu espero poder vê-los, aqui no Brasil, ou em outro país. Esses shows serão imperdíveis sem dúvida alguma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Amálgamas descritos e, às vezes, congruentes.

%d blogueiros gostam disto: