Aurora

Um estilhaço de esperança, avança e se eleva,
Tateando pelas trevas, fadas e fatias,
Lembranças e topografias.
Reluziam aos montes, torturas sinalizantes,
Distinguindo os vilões, sortudos anseios…
Ciências divinas. Descreio…
Em comemorações na surdina,
Simples receio ou recreio.
Crio-me um sol, um velho com um anzol
E seus pastos servíveis.
Pasmôdicos miscelânicos,
Assoalhos condensados por passadas e instantes.
Crepúsculos titânicos,
Invenções trituradas por passados e passantes.
Violentando-se um farol onde pousava milagres
Descrevendo ritualítico seu oceânico atol,
Sua dança boreal, seu segredo paternal
Que se eleva e avança
Sem mais um estilhaço de esperança.

Talvez sábado

Me escurecendo uma tarde de sábado
Compreendi que o mais profundo
dos caminhos não leva a nada.
A não ser, é claro, ao seu breu cigano
em tom condescendente com sua própria apatia.
Se procurarmos um pouco mais adiante,
encontraremos alguns rumos que levam a rumo nenhum,
a lugar comum.
Podemos parar pra dar corda no relógio
apenas por um par de segundos.
Seremos os senhores no tempo
sem nos darmos conta que estamos eternamente
possuídos pela densidade liquidificada
dos segundos nos caminhos.
Intrigados, continuaremos a fragmentação
Sintomática das razões.
Agora já perdemos o fio.
Decisões concretas em pequenas prateleiras
nos serão entregues lapidadas.
Fica fácil, já quebrou a corda do relógio mesmo.
Restou-nos apenas à tarde, um sábado…

2 Coelhos

Ontem tive o prazer de assistir 2 Coelhos. Filme nacional que vale muito a pena ver. O forte do filme é o roteiro do também diretor Afonso Poyart, que vai num crescente amarrando todos os pontos durante a narrativa. Visualmente é uma obra diferente dos filmes nacionais, fazendo referências a quadrinhos, games e clipes musicais num beleza ímpar. A trilha sonora também se encaixou muito bem. Abaixo tem uma breve sinopse do filme e quem puder confira que vale a pena.

Sinopse:
Edgar (Fernando Alves Pinto) encontra-se na mesma situação que a maioria dos brasileiros: espremido entre a criminalidade, que age impunemente, e a maioria do poder público, que só age com o auxilio da corrupção. 

Cansado de ser vítima desta situação, ele resolve fazer justiça com as próprias mãos e elabora um plano que colocará os criminosos em rota de colisão com políticos gananciosos.
Na medida que o plano de Edgar é executado, descobrimos pouco a pouco suas reais intenções e sua história, marcada por um terrível acidente e um amor que ele jamais esqueceu. 2 Coelhos é um enigmático suspense de ação onde cada minuto vale mais que todo o passado.

Velhas Gravuras

Deixei as marcas de fora.
Queria compreender os vultos
Dançando em velhas gravuras.
Sonatas distantes.
Quebrei o primeiro indício,
Lampejos incertos,
Os desejos tão pertos.
Tão cheios de sentidos…
Sem sentidos,
Indecisos e decisivos.
Escolhi um segredo
E tomei-o com medo.
As frágeis asas sob meus olhos,
Intrépidas. O início.
Inventei luas e facetas
Secando o último suplício,
Sem, contudo, evoluir o evoluído.
Velhas figuras,
Desvencilhar-me das caricaturas.
Queria compreender os vultos
Sorrindo em novas gravuras.